quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Poema de Tainá Meirelles, filha de Apoena

O sentimento de Tainá, relembrando o pai:
Que as palavras eram poucas, mas significavam muito.
Que os momentos eram raros, mas belos e intensos. Mas não haverá mais momentos. Que eu não vou mais saber espelhar-me em ti, pois meu espelho se quebrou...

2 comentários:

Anônimo disse...

Considerai o homem como uma mina rica em jóias de inestimável valor. A educação, tão somente, pode fazê-la revelar seus tesouros e habitar a humanidade a tirar dela algum benefífio.
O livro é maravilhoso! Uma história de muita coragem.
E com essas palavras quero agradecer todos os dias, por eu ter uma amiga maravilhosa, inteligente e com uma força inacreditável. Tainá vc. é muito importante para mim...
Te amo, Carol Albuquerque.

Anônimo disse...

Considerai o homem como uma mina rica em jóias de inestimável valor. A educação, tão somente, pode fazê-la revelar seus tesouros e habitar a humanidade a tirar dela algum benefífio.
O livro é maravilhoso! Uma história de muita coragem.
E com essas palavras quero agradecer todos os dias, por eu ter uma amiga maravilhosa, inteligente e com uma força inacreditável. Tainá vc. é muito importante para mim...
Te amo, Carol Albuquerque.